Seguidores

sábado, 27 de fevereiro de 2010

MUSIQUINHA FOFA

Adoro o ritmo dessa música e a tradução também é linda! Em homenagem ao meu amor, que um dia vai me sustentar com seu violão! hehehe

video

HEY THERE DELILAH - PLAIN WHITE T'S

Ei ai Delilah
Como é Nova Iorque?
Eu estou a mil milhas longe daí
Mas menina esta noite você parece tão bonita
Sim parece
Time Square não consegue brilhar tanto quanto você
Eu juro isto é verdade

Ei Delilah
Não se preocupe sobre à distância
Eu estou aqui se você se sentir sozinha
Ouça essa música mais uma vez
Feche seus olhos
Escute minha voz ela é o meu disfarce
Eu estou ao seu lado

Oh é o que você faz comigo (5x)

Ei Delilah
Eu sei que os tempos estao ficando dificeis
Mas apenas acredite em mim menina
Um dia eu estarei pagando as contas com esse violão
Nós teremos tudo
Nós teremos a vida que sabíamos que teríamos
Minha palavra é boa

Ei Delilah
Eu ainda tenho tanto pra falar
Se à cada simples música que eu escrevi pra você
Pudesse tirar seu fôlego Eu escreveria tudo
Mais apaixonada por mim você ficaria
Nós teríamos tudo

Oh é o que você faz comigo (4X)

Mil milhas parecem um pouco longe
Mas eles tem aviões trens e carros
Eu ando até você se não tiver outra saída
Todos nossos amigos vão rir de nós
Mas nós vamos rir mais porque nós sabemos
Que nenhum deles nunca se sentiu assim
Delilah eu posso prometer a você
Que pelo tempo que nós passamos juntos
O mundo nunca mais será o mesmo
E você é a responsável

Ei Delilah
Seja boa e não sinta minha falta
Mais dois anos e você terá terminado a escola
E eu estarei fazendo história como eu faço
Você sabe que é só por causa de você
Nós poderemos fazer o que quisermos
Hey Delilah aqui está pra você
Esta é pra você

Oh é o que você faz comigo (5X)

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

MÁRIO QUINTANA, O MAIS SIMPLES DOS SÁBIOS


Hoje, uma sábia e bela reflexão do meu querido amigo passarinho: Mário Quintana.

"Queria ter a certeza de que apesar de minhas renúncias e loucuras, alguém me valoriza pelo que sou, não pelo que tenho... que me veja como um ser humano completo, que abusa demais dos bons sentimentos que a vida lhe proporciona, que dê valor ao que realmente importa, que é meu sentimento... e não brinque com ele. E que esse alguém me peça para que eu nunca mude, para que eu nunca cresça, para que eu seja sempre eu mesmo".

Beijos e bom fim de semana meus lindos!

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

O MORRO DOS VENTOS UIVANTES

Bem, hoje estou meio melancólica e melodramática por conta de uns baldes de água fria que ando recebendo na cabeça. É sempre um risco se expor e dar a cara a tapa, principalmente quando se é extremamente sincera e impulsiva como eu sou, mas no fim estou mais feliz e mais forte. Afinal, pra que dar bola a pessoas invejosas e ignorantes?

Esses trechos foram tirados do excelente livro "O morro dos ventos uivantes", de Emily Bronte mas também existe um filme de 1992 com o Ralph Fiennes e a Juliette Binoche que é muito bom.

Uma breve sinopse para quem não conhece a história: Heathcliff é filho adotivo e seus irmãos o humilham, tratando-o como um empregado. Ele e Cathy, sua irmã adotiva, são apaixonados, mas acabam se separando e ela se casa com o nobre Linton. Ele deixa a família e retorna anos mais tarde, buscando vingança contra aqueles que o separaram de Cathy.

Falas de Cathy:

“Minhas grandes tristezas neste mundo têm sido as tristezas de Heathcliff, e eu enxerguei e senti cada uma delas desde o início, pois ele é a suprema razão do meu viver. Se tudo o mais perecesse, e só restasse ele, eu continuaria a existir, ao passo que, se tudo permanecesse e ele fosse destruído, todo o universo se transformaria num lugar completamente estranho para mim, de que eu não faria parte. Meu amor por Linton é como a folhagem dos bosques: o tempo o transformará, estou bem certa, assim como o inverno muda as árvores. Meu amor por Heathcliff assemelha-se às rochas eternas que jazem debaixo do chão: é uma fonte de prazer pouco visível, porám necessária. Nelly, eu sou Heathcliff! Ele está sempre, sempre no meu pensamento. Não como uma alegria, já que nem sempre sou uma alegria para mim mesma, mas como o meu próprio ser. Portanto, não me fale outra vez em separação, isso é impossível e...”

“(...) Fica acordado até tarde não fica? Esta à espera de que eu chegue em casa para trancar o portão. Bem, terá que esperar um pouco mais ainda. É uma viagem penosa e o meu coração está muito triste por ter que fazê-la (...)

Atualmente o romance foi citado várias vezes na Saga Crepúsculo, como sendo um dos favoritos de Bella, que o lia e relia diversas vezes, chegando à fazer até mesmo Edward a questionar sobre isso (em Eclipse) e depois, mais no final, ele mesmo diz que passou a gostar do livro.

Trecho do livro Eclipse, de Stephenie Meyer:

(Edward) - Eu fico feliz que Charlie tenha deixado você sair - você está precisando muito fazer uma visita a uma livraria. Eu não posso acreditar que você está lendo O morro dos ventos uivantes de novo. Você já não sabe ele de cor?
(Bella) - Nem todos nós temos memória fotográfica, eu disse curtamente.
(Edward) - Com memória fotográfica ou não, eu não entendo por que você gosta disso. Os personagens são só pessoas que arruínam a vida uns dos outros. Eu não consigo entender como Heathcliff e Cathy acabaram sendo comparados a casais como Romeu e Julieta ou Elizabeth Bennett e Sr. Darcy. Essa não é uma história de amor, é uma história de ódio.
(Bella) - Você tem sérios problemas com os clássicos, eu disparei.
(Edward) - Talvez seja porque eu não fico impressionado com antiguidades.
Ele sorriu, evidentemente satisfeito por ter me distraído.
(Edward) - No entanto, honestamente, por que é que você lê isso de novo e de novo? Os olhos dele estavam vívidos com real interesse agora, tentando - de novo - desvendar os complicados trabalhos da minha mente. Ele se inclinou na mesa pra pegar o meu rosto nas mãos dele. O que lhe agrada tanto?
A sincera curiosidade dele me desarmou.
(Bella) - Eu não tenho certeza, eu disse, lutando pra ser coerente enquanto o olhar dele não intencionalmente confundia os meus pensamentos. É alguma coisa relacionada a inevitabilidade. Como nada consegue mantê-los separados - nem o egoísmo dela, nem a maldade dele, e no fim, nem mesmo a morte...
O rosto dele estava pensativo enquanto ele pensava nas minhas palavras. Depois de um momento, ele deu um sorriso de zombaria.
(Edward) - Eu ainda preferiria se um deles tivesse uma qualidade que os redimisse.
(Bella) - Eu acho que é disso que eu estou falando, eu discordei. O amor deles é a única qualidade que os redime.
(Edward) - Eu espero que você tenha mais juízo que isso - se apaixonar por alguém tão... maligno.
(Bella) - É um pouco tarde pra me preocupar com a pessoa pela qual eu vou me apaixonar, eu apontei. Mas mesmo sem o aviso, eu pareço ter me saído muito bem.
Ele riu baixinho.
(Edward) - Eu me alegro que você pense isso.
(Bella) - Bem, eu espero que você seja esperto o suficiente pra ficar longe de alguém tão egoísta. A fonte de todo o problema na verdade é Catherine, não Heathcliff.
(Edward) - Eu vou ficar de olho, ele prometeu.

Abaixo, uma música de Kate Bush baseada no romance e o trailer do filme:
video
video

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

MEU CACTO

Essa é uma poesia de minha própria autoria, espero que gostem!

Você é o meu cacto
Que eu roubei de Bandeira*
És belo, áspero, intratável
Meu amável cacto

Imponente em seus espinhos
Em sua glória majestosa
Desejo dar-te meus carinhos
Ser sua rosa primorosa

Mas me feres e me afastas
E mesmo assim te amo
Que minha voz tão casta
Só canta os teus encantos

Sangram minhas mãos ao te tocar
Dilacera meus lábios te beijar
E contigo é boa a dor
Pois no fundo dos seus olhos
Vi brotar a semente do amor!

Meu belo, sinceramente espero
Que te lixe as asperezas meu afeto
E de orgulho fiques nu eu quero
Te quero, te amo, te espero
Meu cacto belo!

*(Poesia livremente inspirada no poema "O cacto" de Manuel Bandeira)

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

THE LONG AND WINDING ROAD (A LONGA E SINUOSA ESTRADA)

A longa e sinuosa estrada
que leva até sua porta,
Jamais desaparecerá,
Eu já vi esta estrada antes.
Ela sempre me traz até aqui,
Conduz-me até sua porta.

Na noite selvagem e tempestuosa
que a chuva eliminou,
Deixou uma piscina de lágrimas
Chorando pelo dia.
Por que me deixar aqui sozinho?
Mostre-me o caminho.

Muitas vezes eu fiquei sozinho
e muitas vezes eu chorei
De qualquer forma você nunca saberá
de quantas formas tentei,

Mas ainda assim elas me trazem de volta
à longa e sinuosa estrada
Você me deixou esperando aqui
há muito tempo atrás,
Não me deixe aqui esperando,
Guie-me à sua porta

Mas ainda assim elas me trazem de volta
à longa e sinuosa estrada
Você me deixou esperando aqui
há muito tempo atrás,
Não me deixe aqui esperando,
Guie-me à sua porta.

PS: ESSA MÚSICA É ORIGINALMENTE DOS BEATLES, MAS EU PREFIRO ESSE COVER DO THE CORRS. ELA É LINDA NÃO É? É UM CLÁSSICO! VALE A PENA ESTAR AQUI.

BEIJOS!

video

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

IDAS E VINDAS DO AMOR

Nesse fim de semana aproveitei para ir ao cinema com meu excelentíssimo namorado. Coitadinho, eu praticamente torturei ele... hehehe

Fomos assistir "Idas e Vindas do Amor" e o pobrezinho me perguntou: - Tem que ser esse filme mesmo? Não tem outro passando? (Traduzindo: vou ter que assistir um filme de romance água com açúcar quando tá jorrando sangue na tela de Premonição 4 e Lobisomem?) Minha resposta foi bem sincera: - Ah, mas eu quero tanto assistir esse... Bem, daí vocês podem imaginar como o coitado passou as próximas 2 horas... Quase dormindo do meu lado!!!

Dica: Mulheres, vão com suas amigas ver esse filme, e não com os namorados!!!

Na verdade, o filme é meio cansativo mesmo, demora para as coisas acontecerem, fica tempo demais nas indas e vindas (como o próprio título sugere), mas até que dá pra dar umas risadas e uns "suspiros" (tem momentos engraçados, momentos que você suspira e pensa "que fofo" e momentos que simplesmente diz: que cara gato! e daí suspira de novo... hahaha) Não quero falar muito pra não estragar a surpresa de quem ainda não viu o filme, mas uma das cenas mais engraçadas pra mim foi com certeza a da Taylor Swift (que é ótima cantora, mas não convence muito como atriz) dançando que nem uma doida descordenada na escola.

Essa é minha humilde opinião, eu gostei do filme afinal. E tem como não gostar de um filme com Ashton Kutcher, Taylor Lautner, Bradley Cooper, Eric Dane e Patrick Dempsey todos juntos????? Além do mais eu também gosto muito das atrizes: Jéssica Biel, Julia Roberts, Jennifer Garner, Anne Hathaway e a maravilhosa Queen Latifah. Abaixo, o trailer pra vocês conferirem. Quem já viu, pode dar sua opinião também!!!

Beijos açucarados...

video

domingo, 21 de fevereiro de 2010

DOMINGO, DIA DE NAMORAR MUITO...

Bom meus queridos, hoje é domingo, e como vivemos num mundo doido onde sempre estamos correndo o tempo todo (é faculdade, trabalho, família...) o domingo é normalmente um dia mais calmo. O dia em que ficamos bem tranquilos e de preferência o dia todo grudados com nossos amados. Por isso, hoje a postagem é curtinha, pra que a gente não leve muito tempo e possa namorar bastante depois.

"Nada é mais forte do que alguém nos invadindo aos poucos"
(Jorge Vercilo)


Abaixo, uma música belíssima desse grande cantor.

Beijos e bom fim de semana! S2

video

sábado, 20 de fevereiro de 2010

PARA VIVER UM GRANDE AMOR

Para viver um grande amor, preciso é muita concentração e muito siso, muita seriedade e pouco riso - para viver um grande amor.
Para viver um grande amor, mister é ser um homem de uma só mulher; pois ser de muitas, puxa! é de colher... - não tem nenhum valor.
Para viver um grande amor, primeiro é preciso sagrar-se cavalheiro e ser de sua dama por inteiro - seja lá como for. Há que fazer do corpo uma morada onde clausure-se a mulher amada e postar-se de fora com uma espada - para viver um grande amor.
Para viver um grande amor, vos digo, é preciso atenção como o "velho amigo", que porque é só vos quer sempre consigo para iludir o grande amor. É preciso muitíssimo cuidado com quem quer que não esteja apaixonado, pois quem não está, está sempre preparado pra chatear o grande amor.
Para viver um grande amor, na realidade, há que compenetrar-se da verdade de que não existe amor sem fieldade - para viver um grande amor. Pois quem trai seu amor por vanidade é um desconhecedor da liberdade, dessa imensa, indizível liberdade que traz um só amor.
Para viver um grande amor, il faut além de fiel, ser bem conhecedor de arte culinária e de judô - para viver um grande amor.
Para viver um grande amor perfeito, não basta ser apenas bom sujeito; é preciso também ter muito peito - peito de remador. É preciso olhar sempre a bem-amada como a sua primeira namorada e sua viúva também, amortalhada no seu finado amor.
É muito necessário ter em vista um crédito de rosas no florista - muito mais, muito mais que na modista! - para aprazer ao grande amor. Pois do que o grande amor quer saber mesmo, é de amor, é de amor, de amor a esmo; depois, um tutuzinho com torresmo conta ponto a favor...
Conta ponto saber fazer coisinhas: ovos mexidos, camarões, sopinhas, molhos, strogonoffs - comidinhas para depois do amor. E o que há de melhor que ir pra cozinha e preparar com amor uma galinha com uma rica, e gostosa, farofinha, para o seu grande amor?
Para viver um grande amor é muito, muito importante viver sempre junto e até ser, se possível, um só defunto - pra não morrer de dor. É preciso um cuidado permanente não só com o corpo mas também com a mente, pois qualquer "baixo" seu, a amada sente - e esfria um pouco o amor. Há que ser bem cortês sem cortesia; doce e conciliador sem covardia; saber ganhar dinheiro com poesia - para viver um grande amor.
É preciso saber tomar uísque (com o mau bebedor nunca se arrisque!) e ser impermeável ao diz-que-diz-que - que não quer nada com o amor.
Mas tudo isso não adianta nada, se nesta selva escura e desvairada não se souber achar a bem-amada - para viver um grande amor.


VINÍCIUS DE MORAES
in Para viver um grande amor (crônicas e poemas)
in Poesia completa e prosa: "Para viver um grande amor"

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

O AMOR NOSSO DE CADA DIA


Espero a cada dia estar postando coisas novas pra vocês e espero também que me ajudem a divulgar esse blog tão amado!

Hoje, uma frase retirada do filme "Garota da Vitrine" (ShopGirl) com o Steve Martin, que por sinal foi quem escreveu essa história, que antes de ser filme, é um livro.
Triangulos amorosos também fazem parte do nosso dia a dia não é? Que atire a primeira pedra quem nunca ficou entre dois amores totalmente diferentes um do outro, ou seja, entre o certo e o duvidoso... hehehehe A Claire Daines (Mirabelle) que o diga...
Mas no final, sabemos sempre que o que é terno e verdadeiro vence qualquer tentação!!!


“Certas noites sozinho, ele pensa nela. E certas noites sozinha, ela pensa nele. Certas noites, isso acontece ao mesmo tempo, e Ray e Mirabelle se relacionam sem saber. Mas Mirabelle, sentindo a reciprocidade do seu amor pela primeira vez, afasta-se dele. Enquanto Jeremy oferece ainda mais seu coração, Mirabelle retribui na mesma medida. Jeremy supera Ray como amante de Mirabelle, pois o que ele oferece é terno e verdadeiro.”

(Steve Martin em Shopgirl)

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

AH, O AMOR!



Depois de muito pensar, resolvi criar esse novo blog, exclusivamente para falar de amor. Muitas pessoas hoje em dia acham que o amor está fora de moda, que a nova onda é sair "pegando" todos que puder, mas, penso esperançosamente que, assim como eu, muitos ainda acreditam nesse sentimento tão belo, que nos faz sorrir para o nada e ser feliz simplismente por estar na mesma galáxia que o nosso ser amado. Aqui todos serão bem vindos, e estão convidados à participar e interagir, deixando comentários e dando dicas de postagens.

Pra começar em grande estilo, um clássico de Camões, diretamente do lindo filme "Lisbela e o Prisioneiro" para todos os que, como eu, pensam em seu amado (a) 24 horas por dia:

"Transforma-se o amador na coisa amada
Por virtude do muito imaginar;
Não tenho logo mais que desejar,
Pois em mim tenho a parte desejada.

Se nela está minha alma transformada,
Que mais deseja o corpo de alcançar?
Em si somente pode descansar,
Pois consigo tal alma está ligada.

Mas esta linda e pura semidéia,
Que,como o acidente em seu sujeito,
Assim como a alma minha se conforma,

Está no pensamento como idéia;
O vivo e puro amor de que sou feito,
Como a matéria simples busca a forma."


video




online